Tag Archive: tecnologia


Enquanto “passeava” pelo DZone, um dos locais favoritos para muitos desenvolvedores e arquitectos de software, a minha curiosidade foi atiçada pelo seguinte anúncio:

Imagem

Apesar do “FREE” ser muito pequeno para deixar aliviado o meu bolso, e de também eu ser um utilizador treinado a não clicar em anúncios “dóceis”, :-), resolvi dar uma espreitadela para matar a curiosidade.

E, como felizmente não sou o gato da história pois a curiosidade não me matou, 🙂 , acabei achando mais um excelente bebedouro de conhecimento denominado Refcardz, onde encontra-se uma série de tutoriais escritos por especialistas líderes da indústria com o objectivo de ajudarem a manter os profissionais da área de engenharia de software actualizados sobre os mais recentes tópicos tecnológicos.

Considero um local de visita obrigatória, não só pela rica qualidade do material à nossa disposição, que até são graficamente apelativos, bem como o pelo vasto universo de tópicos abrangidos. Enjoy It!

Windows

Se estiver a usar o windows XP ou versão superior, clique em Start -> Control Panel -> System and Maintenance -> System. O System type indica o tipo de sistema operativo.

Mac OS

Seleccione About this Mac no menu Apple. Na janela que surgir, Mac OS X dará a versão do sistema operacional, e na linha Processor está informação sobre o tipo de processador.


Linux

O utilizador deverá invocar o comando uname. Dependendo da plataforma, os resultados poderão ser:

[cph@gaylord ~]$ uname -a
Linux gaylord.stata.com 2.6.11-1.27_FC3 #1 Tue May 17 20:24:57 EDT 2005 x86_64 x86_64 x86_64 GNU/Linux

[cph@caddo ~]$ uname -a
Linux caddo.stata.com 2.6.9-5.0.5.EL #1 SMP Fri Apr 8 14:20:58 EDT 2005 ia64 ia64 ia64 GNU/Linux

[cph@tango ~]$ uname -a
Linux tango.stata.com 2.6.10-1.771_FC2smp #1 SMP Mon Mar 28 01:10:51 EST 2005 i686 i686 i386 GNU/Linux

Na listagem acima, Gaylord (x86_64 GNU / Linux) e Caddo (ia64 GNU / Linux) são de 64 bits. ‘Tango (i386 GNU / Linux) é uma plataforma de 32 bits.

O Adaptador Loopback é uma ferramenta de teste usada num ambiente de rede virtual onde não é feito um acesso à rede física.  

Para instalar manualmente o Adaptador Loopback no Windows XP siga os seguintes passos:

1. Clique Start (Iniciar), e de seguida Control Panel (Painel de Control).

2. Se estás no modo Category View (Vista por Categoria), clique Switch to Classic View (Mudar para Vista Clássica) no painel esquerdo do Control Panel.

3. Clique em Add Hardware, e de seguida clique Next.

loopback_1

4. Clique Yes, I have already connected the hardware, e de seguida clique Next.

 loopback_2

5. No final da lista, clique Add a new hardware device, e de seguida clique Next.

 loopback_3

6. Clique Install the hardware that I manually select from a list, e de seguida clique Next.

 loopback_4

 7. Clique Network adapters, e de seguida clique Next.

 loopback_5

8. Na caixa Manufacturer, clique Microsoft.

 loopback_6

9. Na caixa Network Adapter, Clique Microsoft Loopback Adapter, e de seguida clique Next.

 

loopback_6

10. O Assintente estará pronto para instalar o adaptador, clique Next.

loopback_7

11. Clique Finish.

loopback_8

 

** Terás que reiniciar o computador para que a interface funcione correctamente **

 12. O novo adaptador está criado e disponível na secção Network Connections.

 loopback_9

11. Acesse as propriedades do Adaptador Loopback Local e atribua os endereços IP

 loopback_10

13. Ping 10.10.10.1 endereço IP do adaptador loopback  a partir do Prompt DOS para testar a sua conectividade

 ping

Nota: Caso queira simplementes efectuar testes para verificar a operacionalidade do Protocolo IP numa máquina, basta enviar pacotes de testes para o endereço reservado de loopback local 127.0.0.1 ( ping 127.0.0.1), não precisando de instalar um adpatador de Loopback. Uma resposta a partir de 127.0.0.1 indica que o Protocolo IP foi instalado correctamente na máquina.

 

 

INFRASAT”, que permite a transmissão de dados por voz, imagem e  Internet em alta velocidade, foi inaugurado hoje (terça-feira), em Talatona (Luanda), pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

O INFRASAT, que oferece também possibilidades para a transmissão de sinais de rádio e de televisão, é um sistema que visa interligar qualquer ponto do país e deverá impulsionar o desenvolvimento de sectores como da educação, saúde, cultura, defesa, administração pública, banca, aeroportos, postos fronteiriços, entre outros.

Entre os serviços oferecidos está o NetSat que leva telefone e Internet até aos sítios mais recônditos. Por meio das chamadas VSAT, estruturas de fácil instalação alimentadas por energia solar, órgãos públicos e privados de todo o país podem conectar-se, facilitando o processo de administração, possibilitando a troca de experiências com outras províncias e até com outras cidades do mundo.

Outro sistema oferecido pela Infrasat é o TrunkSat, que traz suporte aos operadores de serviços de telecomunicações, aumentando a sua capacidade de conexão. Agora, as operadoras de CDMA e GSM, por exemplo, podem aumentar a capacidade de transmissão e ampliar a sua cobertura, bem como servirá para melhorar a capacidade de conexão dos serviços de telecomunicações.

Por meio do sistema DTH (direct to home), o projecto oferece pacotes com múltiplos canais de rádio e de televisão, nacionais e internacionais.

O INFRASAT permite a realização de vídeo-conferências, cursos profissionais à distância e contará com unidades móveis para que os utentes possam transmitir dados, por voz ou vídeo, assim como acesso à Internet, a partir de regiões mais remotas do país.

Oferece ainda um sistema de monitorização de imagem, com câmaras de vigilância, que podem ser instaladas em qualquer sítio com controlo à distância.

O sistema foi implementado pela Comissão Interministerial de Coordenação Geral do Projecto de Telecomunicações via Satélite de Apoio Multi-sectorial, criado pelo Chefe de Estado em 21 de Junho de 2006, e executada pela empresa Cognito Internacional.

[Jornal de Angola; Angola Press (ANGOP)]

SITE OFICIAL INFRASAT

LEIA TAMBÉM: INFRASAT – Uma Visão Esclarecedora