Tag Archive: banda-larga


Esta necessidade surgiu quando pretendia configurar a conexão à internet pelo serviço Movinet (Movicel), usando o modem usb da Anydata ADU-100-A.

Siga os seguintes passos:

1. Instale o pacote gnomePPP caso não exista no seu sistema (baixei aqui: http://garr.dl.sourceforge.net/sourceforge/projeto-messias/modem-arquivos-v21.tar.gz ).

Att.: O tutorial existente não foi actualizado, mas é de leitura obrigatória. A descompactação pela linha de comandos (Terminal) estava a gerar erros, por isso continuei no ambiente gráfico, e instalei o gnomePPP dando duplo clique no ficheiro “gnome-ppp_0.3.23-1_i386.deb”.

2. Conecte o modem USB  ao PC (no meu caso, Modem Anydata ADU-100A)

3. Na linha de comandos e como root, digite: gnome-ppp (ou, sem estar como root mas com elevados previlégios, digite sudo gnome-ppp, e antes de abrir a aplicação é solicitado a password de administrador).

Esse passo também pode ser dado no ambiente gráfico, seguindo: Aplicações -> Internet -> GNOME PPP

4. Surge a janela de configuração. Na tab “Modem” clique em ‘Detect’. O modem na porta usb é automaticamente detectado, com o tipo ‘Analog Modem’, portanto em “Type” escolhe ‘USB Modem’. Não altere a opção “Speed”. Na opção “Dial Prefix” digite :#

Na tab “Networking” as opções “Dynamic IP address” e “Automatic DNS” estão seleccionadas por defeito, não altere.

Na tab “Options” escolhe “Dock in notification area” e “Reconect automatically” (Já que há dias em que parece que aderimos ao pacote “Bungee jumping” lol :-))

Feche a janela.

5. Coloque o seu username.

Para os utilizadores do serviço movinet o username é constituído da seguinte forma: 2440númerodomodem@movinet.info

Exemplo: 2440910000000@movinet.info

Coloque a senha.

Para os utilizadores do serviço movinet a senha é: movicel

Coloque em  “Phone number” o número: 777

6. Clique em ‘connect’. Surgirá uma pequena janela, que desaparecerá logo que a conexão for estabelecida com sucesso. Caso não desapareça, clique em “log” e veja qual é o problema.

Comigo resultou!


O Adaptador Loopback é uma ferramenta de teste usada num ambiente de rede virtual onde não é feito um acesso à rede física.  

Para instalar manualmente o Adaptador Loopback no Windows XP siga os seguintes passos:

1. Clique Start (Iniciar), e de seguida Control Panel (Painel de Control).

2. Se estás no modo Category View (Vista por Categoria), clique Switch to Classic View (Mudar para Vista Clássica) no painel esquerdo do Control Panel.

3. Clique em Add Hardware, e de seguida clique Next.

loopback_1

4. Clique Yes, I have already connected the hardware, e de seguida clique Next.

 loopback_2

5. No final da lista, clique Add a new hardware device, e de seguida clique Next.

 loopback_3

6. Clique Install the hardware that I manually select from a list, e de seguida clique Next.

 loopback_4

 7. Clique Network adapters, e de seguida clique Next.

 loopback_5

8. Na caixa Manufacturer, clique Microsoft.

 loopback_6

9. Na caixa Network Adapter, Clique Microsoft Loopback Adapter, e de seguida clique Next.

 

loopback_6

10. O Assintente estará pronto para instalar o adaptador, clique Next.

loopback_7

11. Clique Finish.

loopback_8

 

** Terás que reiniciar o computador para que a interface funcione correctamente **

 12. O novo adaptador está criado e disponível na secção Network Connections.

 loopback_9

11. Acesse as propriedades do Adaptador Loopback Local e atribua os endereços IP

 loopback_10

13. Ping 10.10.10.1 endereço IP do adaptador loopback  a partir do Prompt DOS para testar a sua conectividade

 ping

Nota: Caso queira simplementes efectuar testes para verificar a operacionalidade do Protocolo IP numa máquina, basta enviar pacotes de testes para o endereço reservado de loopback local 127.0.0.1 ( ping 127.0.0.1), não precisando de instalar um adpatador de Loopback. Uma resposta a partir de 127.0.0.1 indica que o Protocolo IP foi instalado correctamente na máquina.

 

 

INFRASAT”, que permite a transmissão de dados por voz, imagem e  Internet em alta velocidade, foi inaugurado hoje (terça-feira), em Talatona (Luanda), pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

O INFRASAT, que oferece também possibilidades para a transmissão de sinais de rádio e de televisão, é um sistema que visa interligar qualquer ponto do país e deverá impulsionar o desenvolvimento de sectores como da educação, saúde, cultura, defesa, administração pública, banca, aeroportos, postos fronteiriços, entre outros.

Entre os serviços oferecidos está o NetSat que leva telefone e Internet até aos sítios mais recônditos. Por meio das chamadas VSAT, estruturas de fácil instalação alimentadas por energia solar, órgãos públicos e privados de todo o país podem conectar-se, facilitando o processo de administração, possibilitando a troca de experiências com outras províncias e até com outras cidades do mundo.

Outro sistema oferecido pela Infrasat é o TrunkSat, que traz suporte aos operadores de serviços de telecomunicações, aumentando a sua capacidade de conexão. Agora, as operadoras de CDMA e GSM, por exemplo, podem aumentar a capacidade de transmissão e ampliar a sua cobertura, bem como servirá para melhorar a capacidade de conexão dos serviços de telecomunicações.

Por meio do sistema DTH (direct to home), o projecto oferece pacotes com múltiplos canais de rádio e de televisão, nacionais e internacionais.

O INFRASAT permite a realização de vídeo-conferências, cursos profissionais à distância e contará com unidades móveis para que os utentes possam transmitir dados, por voz ou vídeo, assim como acesso à Internet, a partir de regiões mais remotas do país.

Oferece ainda um sistema de monitorização de imagem, com câmaras de vigilância, que podem ser instaladas em qualquer sítio com controlo à distância.

O sistema foi implementado pela Comissão Interministerial de Coordenação Geral do Projecto de Telecomunicações via Satélite de Apoio Multi-sectorial, criado pelo Chefe de Estado em 21 de Junho de 2006, e executada pela empresa Cognito Internacional.

[Jornal de Angola; Angola Press (ANGOP)]

SITE OFICIAL INFRASAT

LEIA TAMBÉM: INFRASAT – Uma Visão Esclarecedora