Um estudo da firma de pesquisa de mercado e consultoria Millward Brown colocou a Google como a marca mais valorosa do mercado: US$ 66,4 bilhões.

Com isso a Google desbanca a Microsoft, que levou um terceiro lugar com valor de mercado de US$ 55 bilhões, e as companhias GE e Coca-Cola, que garantiram o segundo e quarto lugar.

A empresa de telefonia chinesa China Mobile ficou com a quinta posição, com um valor de marca de US$ 41,2 bilhões. Mas, o fato mais notável ainda foi a ascensão da Google do sétimo lugar, no ano anterior, para o primeiro, praticamente dobrando o valor de sua marca, enquanto a Microsoft perdeu colocação, caindo cerca de US$ 7 bilhões.

Simon Targett, editor do Financial Times, afirmou que “muito pode mudar no mundo dos negócios em 12 meses, e este ano a classificação das marcas reafirmam isto com a Google tomando a pole position como a marca mais poderosa do mundo”.

Há uma semana a Google divulgou os resultados de seu primeiro trimestre, terminado em 31 de março, com um lucro de US$ 3,66 bilhões, um aumento de 63% na renda comparada ao primeiro trimestre de 2006.

“O crescimento global de nosso sistema de busca e publicidade, e nosso foco em criar nossas parcerias levou ao forte resultado no trimestre”, declarou Eric Schmidt, CEO da Google.

Outras empresas de tecnologia também aparecem na lista, como é o caso da IBM, em nono lugar; a Nokia, em décimo segundo; a Hwelett Packard, em décimo quinto; e a Apple, em décimo sexto.

Anúncios